Campus Party

Campus Party: um evento que era perfeito e a grande escorregada da última edição ocorrida

2.85Kviews

A Campus Party sempre foi considerada por muitos como uma oportunidade indispensável para a constante evolução na forma de refletir, compreender e executar inovações, seja em uma empresa ou até em órgãos públicos.

Na sua décima segunda edição o evento foi considerado em termos de patrocínio um dos melhores do último triênio.

Em sua décima edição, embora com o anseio de todos os presentes, o evento não contou com a presença representativa de grandes patrocinadores. A MCI então entregou um evento dentro das possibilidades financeiras do momento.

Contudo em 2018 as circunstâncias se mostraram mais favoráveis e novas parcerias foram reafirmadas. A Campus, aparentemente, voltaria a crescer e se desenvolver.

Já em 2019 os mini cursos ganharam notoriedade e a integração entre as bancadas foi ponto positivo de destaque. Ocorrem problemas de organização que exigem maior atenção futura, a exemplo da melhoria dos banheiros e o cuidado com a segurança, este que gerou furtos dentro do evento. Foi quando….

O QUE ACONTECEU?

A semana transcorria muito bem até o último dia de evento. Nesta data ninguém poderia imaginar aquilo que a organização preparava: a expulsão dos campuseiros de forma direta.


Para construir um evento sólido e respeitado internacionalmente há a necessidade que existam os excepcionais. Esses profissionais fazem com que o evento transcorra de forma suave e efetiva embora seja necessário ressalvar que, neste caso, os erros ocorridos rememoram uma edição onde ninguém tinha experiência.

De acordo com o regulamento do evento os campuseiros poderiam ficar até o domingo (17), levando em conta que a ducha e demais serviços seriam encerrados as 02:00h e a saída do camping deveria ser efetivada até as 06:00h do fatídico dia.

Já no sábado (16) os campuseiros presenciaram a invasão de trabalhadores. Os profissionais estavam removendo os palcos onde foram ministrados Workshops de ordem da direção do evento. Na visão de alguns a ocorrência pararia por ali, sem o desmanche total que foi efetuado minutos depois.

Após presenciarem o desmonte dos locais onde ocorreram os workshops os campuseiros foram acuados ao ver suas mesas serem o próximo alvo. Entretanto no olhar deles era possível notar a tentativa vã de entender o que se passava, pois no evento nunca presenciaram tamanha humilhação. Mister ressaltar que toda essa narração se refere ao tempo antes do prazo limite sendo que o regulamento foi ultrajado diversas vezes pela própria organizadora.

Foi desconectado, então, todos os cabos de rede impedindo a navegação da comunidade ali estava reunida. O pressentimento negativo se materializaria minutos depois.

Naquele momento os credenciados voltaram para suas barracas e a surpresa maior estaria visível no camping: a organização já estava desmontando todos os chuveiros enquanto o relógio marcava 23:30h, mais de três horas antes do horário combinado – considerando o fim do horário de verão. A forma desorganizada e atravessada do desmanche provocou situações incríveis como a ausência momentânea de sistema, gerando uma fila infindável e que não se movia.

O gosto amargo de ser tratado como uma moeda ambulante parecia não ser absorvido no estômago de alguns que se manifestavam com grande ódio nas redes sociais. O fim antecipado do evento já estava decretado pela organização. Dali em diante o terror de ser jogado nas ruas da capital paulista, sem lenço e sem documento, se tornaria real.

Eram apenas 03:30h quando os responsáveis ou staff passavam nas barracas gritando.

“Bom dia”, diziam. A frase não parecia fazer sentido, pois para os despejados a dor da desconsideração gerava angústia e aflição aumentando a distância para um bom dia.

Quando pronunciavam a frase, os caminhões e barulhos da desconstrução acordavam todos que dali em diante eram entregues à própria sorte.

Caravanas jogadas na sarjeta, campuseiros desrespeitados e uma direção intransigente que elevou o ego com o passar das edições. Uma desorganização visível a quilômetros de distância criou a pior experiência que os novatos poderiam ter do evento… um vexame total que não representou toda a história linda do evento…. evento que proporcionou até casamento… evento onde a inovação sempre foi a pauta principal e…. evento onde o respeito entre a direção e os participantes reinava.

Nos parece que esse tempo ficou para trás, mas por enquanto só parece.


Texto: Renan Barbosa – Campuseiro desde 2017

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com