Campus PartyEspeciais

Já ocorrido em Rondônia, maior evento de tecnologia e cultura nerd da América Latina começa na semana que vem

1.09Kviews

A Campus Party 2019 é considerada o maior evento de tecnologia e cultura nerd da América Latina. Neste ano o evento abrirá suas portas para a comunidade geek já na semana que vem, no dia 12 de fevereiro. A edição em São Paulo reunirá desenvolvedores, gamers, designers e curiosos, todos em um só lugar.

Este ano o evento mudará de casa, sendo realizado no Expo Center Norte, que fica na Vila Guilherme/SP. Porém não foi só o local que mudou, mas o cronograma de conteúdo também passou por alteração e ganhou cem horas a mais de cursos e palestras. No total serão ministrados aproximadamente mil horas de de conteúdo tecnológico, nada mal para aqueles que procuram aprender um pouco mais sobre esse mundo.

Na visão dos participantes o evento é um momento único de integração e networking (momento de realizar contatos profissionais). De acordo com Luiz Doniec, analista de sistemas do Tribunal de Justiça de Rondônia, o evento proporciona grande interação entre os participantes “a gente tem contato na bancada com o pessoal que palestra e existe ainda o evento gamer que reúne a galera jogando, tudo isso é muito bom”, salienta.


Franzininho, um Arduino para todos

Fábio Souza é uma das personalidades mais conhecidas no mundo maker – a cultura maker é responsável por criar novos produtos e inovar com os já existentes.

Além de trabalhar com vários componentes importados, Souza, em parceria com o campuseiro Thalis Antunes, criou o Franzininho que é uma versão enxuta da placa mundialmente conhecida como Arduino. O projeto é totalmente livre e não possui nenhuma limitação para modificação.


Evento em Família

Crianças ensinam…

Manoela Meroti é empreendedora desde os seis anos.

Manoela Meroti (foto) é uma criança empreendedora. Com onze anos já palestrou para o Serasa, Microsoft, Bradesco, Banco Next e foi jurada no Bluehack da IBM e ganhadora do Hackanoel, onde criou um brinquedo social chamado Caça-Herói.

A garota prodígio começou a empreender com seis anos quando seu pai lhe entregou apenas parte do dinheiro para que comprasse a boneca dos sonhos. Diante da necessidade passou a vender pulseiras e quadros no salão de belezas da família, tudo com o acompanhamento de sua mãe Rosemeire.

Seu pai, Evandro, é um dos incentivadores da menina, mas com responsabilidade sempre coloca os estudos em primeiro lugar. Diante disso já declinou alguns convites em função de priorizar os estudos da filha.

Nesta edição Evandro e sua filha juntos com Liliane Tie, do Women in BlockChain Brasil, participarão do teatro-oficina denominado Blockchain4Kids: Dinheiro e Trabalho do Futuro. Será mais uma oportunidade para a criança surpreender os presentes, como é de costume.

Idosos também.

A senhora Marina participará de oficina sobre bordado e aplicação eletrônica.

Conhecido por ser local de encontro da galera jovem o evento proporciona bem mais que isso. A senhora Marina (88 anos), que é bisavó da Manoela Meroti, fará uma oficina para ensinar sobre bordado e aplicação eletrônica, um momento que misturará nostalgia com inovação.

Na última edição palestrou sobre o empreendendorismo em todas as idades. A sua participação foi assistida por inúmeras pessoas.

No final desta matéria você poderá relembrar como foi.


Porto Velho já sediou o evento

Porto Velho já foi sede do evento em 2018, entretanto em uma versão minimalista do que ocorrerá na capital paulista. Apesar disso em seu encerramento deixou saudades e muitos questionam se o evento ocorrerá mais uma vez na pérola do madeira Isso acontece porque em Rondônia, diferente dos grandes centros, há a necessidade do investimento Estadual massivo para que o evento ocorra.


Tribunal de Justiça de Rondônia levará participantes para a edição nacional

Participação dos servidores do Tribunal de Justiça na Edição de Rondônia

O judiciário de Rondônia participou ativamente da edição no Estado e enviará três portovelhenses ao evento nacional, isso com direito a passagem e entrada gratuita. A equipe foi ganhadora do HackaJus. Os estudantes proporam solução para um problema enfrentado pelo judiciário com a distribuição das petições.

Vídeos da Matéria

Evandro Peixoto, sua Vó Marina e Manoela Peixoto
Entrevista ao Jornal Estadão – Empreender é para qualquer idade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com